Senadores fecham acordo e definem calendário de depoimentos na CPI da Pandemia

Cronograma de convocados e convidados a comparecer à CPI está previsto até dia 17 de junho

Bia Gurgel, da CNN, em Brasília
26 de maio de 2021 às 17:24 | Atualizado 27 de maio de 2021 às 06:47

Os próximos depoimentos da CPI da Pandemia, no Senado, já estão previstos, conforme acordo entre os membros da comissão. A CNN teve acesso ao calendário que deve nortear os próximos passos da CPI.

O ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, está com o depoimento agendado para terça-feira, dia 8 de junho. O depoimento estava previsto para quinta-feira (27), mas ele informou à presidência da CPI que ainda se recupera dos efeitos da Covid-19, diagnosticada  no dia 3 de maio.

Além do depoimento do ex-secretário, também já estão previstas oitivas dos presidentes da Fundação Oswaldo Cruz e da farmacêutica União Química, além do Secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo.

 

A inclusão de especialistas a favor e contra o uso de cloroquina e hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19 também foi prevista no calendário.

Nise Yamaguchi, segundo relatos de integrantes da CPI, deve mesmo ser a primeira - ela já teria respondido positivamente sobre o comparecimento. O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, disse à CPI que Nise apoiou a mudança na bula da cloroquina para que fosse usada contra covid-19.

O tema tem sido alvo de discussões da comissão após ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, citarem que a pressão pela adoção do chamado "tratamento precoce" como política pública de saúde foi uma das causas de suas saídas do ministério. 

Ao ouvir os próximos depoimentos na CPI, os membros da comissão podem julgar necessário fazer alterações na ordem das oitivas subsequentes, que, até o momento, estão acordadas entre os senadores da seguinte forma:

Dia 1/06
- Nise Yamaguchi - médica oncologista e imunologista;  

Dia 2/06  
- Clóvis Arns da Cunha - Professor de Infectologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia
  
-  Zeliete Zambom, Médica de Família e Comunidade, Professora da Faculdade de Medicina São Leopoldo Mandic e Presidente Sociedade Brasileira Medicina de Família e Comunidade  

- Átila Iamarino - Biólogo e pesquisador, formado em microbiologia

Dia 8/06
- Élcio Franco -Ex-secretário executivo do Ministério da Saúde

Dia 9/06
- Nísia Trindade -Presidente da Fiocuz

Dia 10/06
- Fernando de Castro -Presidente da União Química

Dia 11/06
- Cláudio Maierovich, médico sanitarista e ex-presidente Anvisa e da Fiocruz

- Nathália Pasternak, microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP)

Dia 15/06
- Marcellus Campelo - Secretário de Saúde do Amazonas

Dia 16/06
- Fernando Pigatto, Presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS)

- José Gomes Temporão, médico, professor e pesquisador aposentado da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e ex-Ministro da Saúde  

Dia 17/06
- Carlos Wizard – Empresário