Randolfe: 'Presidente agora entrou de vez na investigação, o foco agora é ele'

Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
23 de junho de 2021 às 13:33 | Atualizado 23 de junho de 2021 às 14:25

 O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Pandemia, afirmou à CNN nesta quarta-feira (23), que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) "entrou de vez" na investigação da comissão parlamentar. 

"O presidente agora entrou de vez na investigação. O foco agora é ele. Ficou evidente que providências não foram tomadas, o contrato foi firmado. Chegamos à nova fase. O inimigo agora é outro. As outras frentes ja estao confirmadas. O alvo agora é outro", afirmou o senador da Rede.

A declaração foi feita minutos depois após entrevista do deputado Luis Miranda (DEM-DF) à CNN, em que ele afirma ter levado pessoalmente ao presidente Jair Bolsonaro "provas contundentes" de irregularidades nas negociações para a compra da vacina Covaxin. 

"Esse depoimento indica que a coisa é muito mais grave. Imaginávamos que era omissão e prevaricação. Mas emos que houve ação deliberada para não fechar contatos de vacinas mais eficaz. Às custas da vida de brasileiros e para lucrar com isso, optaram por uma vacina menos eficaz", disse Randolfe.

Procurado pela CNN, o Palácio do Planalto ainda não se pronunciou.