Bolsonaro é transferido para São Paulo, onde passará por avaliação médica

Presidente foi internado nesta quarta-feira (14) no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, após sentir dores abdominais na madrugada

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo
14 de julho de 2021 às 17:31 | Atualizado 14 de julho de 2021 às 18:35
Ambulância deixa o Hospital das Forças Armadas, em Brasília
Ambulância deixa o Hospital das Forças Armadas, em Brasília, onde o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu entrada na madrugada desta quarta- feira (14)
Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi transferido em um avião da Força Aérea Brasileira para São Paulo, por volta das 17h30 desta quarta-feira (14), onde passará por avaliação médica no Hospital Vila Nova Star.

Bolsonaro foi internado nesta manhã no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, após sentir dores abdominais durante a madrugada. 

Em entrevista coletiva após sessão da CPI da Pandemia, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho do presidente, afirmou que conversou por telefone com o pai e com o médico responsável; ele afirmou que Bolsonaro ficará 72 horas em observação no hospital.

O governo federal informou que foi identificada uma obstrução intestinal decorrente do atentado a faca ocorrido em 2018, durante a campanha para a Presidência da República, e que os médicos vão avaliar a necessidade de uma cirurgia de emergência.

O cirurgião gástrico do presidente, Antonio Luiz Macedo, viajou à Brasília para fazer uma avaliação médica de Bolsonaro. Foi dele a decisão de transferir o presidente para a capital paulista.

Por conta da internação de Bolsonaro, a reunião com os presidentes do Senado (Rodrigo Pacheco, DEM-MG), da Câmara (Arthur Lira, PP-AL) e do Supremo Tribunal Federal (Luiz Fux), marcada para esta quarta-feira, foi cancelada. 

Momentos antes do avião com o presidente Jair Bolsonaro decolar de Brasília com destino a São Paulo (14.jul.2021)
Foto: Reprodução / CNN