Brasil reconhece vitória de Pedro Castillo nas eleições presidenciais do Peru

Cerimônia de posse de Castillo está marcada para o dia 28 de julho; Itamaraty manifestou 'disposição em seguir trabalhando em prol do bem-estar dos dois países'

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo
21 de julho de 2021 às 07:44 | Atualizado 21 de julho de 2021 às 07:45
Pedro Castillo discursa para apoiadores em Lima
Pedro Castillo discursa para apoiadores em Lima; ele foi declarado vencedor das eleições presidenciais no Peru
Foto: Reuters

O governo brasileiro reconheceu a vitória de Pedro Castillo no Peru nesta terça-feira (20). Por meio de nota, o Ministério das Relações Exteriores cumprimentou o presidente eleito do Peru e destacou a "importância dos tradicionais laços de amizade e cooperação entre Brasil e Peru". 

Castillo foi declarado vencedor nesta segunda-feira (19). As eleições presidenciais no país aconteceram em 6 de junho, mas ações judiciais e pedidos de impugnação atrasaram anúncio do novo presidente peruano. 

"Governo brasileiro faz votos de êxito ao Presidente Castillo no desempenho do seu mandato e manifesta a disposição em seguir trabalhando em prol do bem-estar dos dois países, na defesa da liberdade e da democracia, e de toda a região", diz a nota do Itamaraty. 

A vitória de Castillo foi confirmada pelo Júri Nacional de Eleições (JNE), principal corte eleitoral do país sul-americano. Ele disputou as eleições com a candidata da direita, Keiko Fujimori. 

Castillo ficou à frente de Keiko por somente 44 mil votos. A candidata é filha de Alberto Fujimori, que assumiu a presidência em 1990, mas governou como ditador entre 1992 e 2000, período em que o Congresso foi fechado. 

Com o resultado, Keiko Fujimori chegou a sua terceira derrota no segundo turno. A cerimônia de posse de Castillo está marcada para ocorrer no dia 28 de julho, quando o atual presidente interino, Francisco Sagasti, deixará o poder.