Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Acampamento bolsonarista é desmontado em BH; jornalista é agredido

    Repórter fotográfico do Jornal Hoje em Dia sofreu um corte na cabeça e foi levado para uma unidade de saúde

    Gabriel Fernedada CNN

    em São Paulo

    A Guarda Municipal de Belo Horizonte desmontou nesta sexta-feira (6) um acampamento bolsonarista que estava há 66 dias em frente ao Comando da Quarta Região Militar do Exército.

    Na quinta, um repórter fotográfico do Jornal Hoje em Dia e outros jornalistas foram agredidos por um grupo de manifestantes que estavam acampados no local.

    O repórter fotográfico sofreu um corte na cabeça e foi levado para uma unidade de saúde.

    A Federação Nacional de Jornalistas repudiou a agressão, afirmando que acampamentos como esse em frenteo ao Comando do Exército em Belo Horizonte viraram zona de risco para profissionais da imprensa.

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública se manifestou, e disse que “condena veementemente os reiterados casos de violência (física, verbal, virtual) contra jornalistas e acompanha esses casos. O trabalho da imprensa é essencial para uma sociedade mais justa e democrática”.

    Essa não é a primeira vez que um jornalista é agredido durante a cobertura dos protestos após o resultado das eleições.

    Em 30 de dezembro, o jornalista Nelson Garrone foi agredido por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), quando realizava uma cobertura para a CNN Portugal e para a rede de televisão TVI.