Aconselhamento informal tem se mostrado ineficaz a Bolsonaro, diz especialista

O consultor de risco político Creomar de Souza disse à CNN que a 'lógica antissistêmica' do presidente tem gerado problemas que ele afirmava que combateria

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O consultor de risco político Creomar de Souza afirmou nesta terça-feira (22), em entrevista à CNN, que o aconselhamento ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “baseado em relações informais” é um “modelo de tomada de decisão que tem se mostrado ineficaz”. 

De acordo com o especialista, a retórica utilizada pelo presidente desde sua posse, de contestação do sistema e sua estrutura, tem gerado problemas. Para Souza, por suspeitar do establishment, Bolsonaro tem buscado um aconselhamento com “outros referentes”: pessoas próximas em termos de amizade. 

“Se a lógica antipolítica que guiou o presidente durante a campanha o fez ser muito competitivo e ter muita popularidade, por outro lado a lógica antissistêmica gera um grande problema”, afirmou Souza.

Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia nesta terça-feira,  o deputado federal e ex-ministro da Cidadania Osmar Terra (MDB-RS) confirmou que teve conversas com Bolsonaro, mas disse que a ideia de um “gabinete paralelo” é “ficção”.

Na análise do especialista, a lógica de relevar as instituições e focar em um aconselhamento de pessoas mais próximas tem trazido problemas e desafios futuros ao presidente.

O que nós temos visto é que essa modelagem de aconselhamento baseado em relações informais tem criado os problemas que o presidente dizia que combateria ao rejeitar a política

Creomar de Souza, consultor de risco político

“O risco é claro, o risco é visível, a partir do momento em que vemos uma erosão de uma série de indicadores. Caberá ao presidente decidir se ele tem um ajuste nessa conduta visando sua própria reeleição ou se ele segue em quinta marcha até o fim do mandato.”

O presidente Jair Bolsonaro em evento em Brasília
O presidente Jair Bolsonaro em evento em Brasília
Foto: Isac Nóbrega/PR

Mais Recentes da CNN