Ala bolsonarista do MDB quer apoiar Lira e abre conflito interno na legenda

Há pressão interna para o partido garantir a eleição à presidência do Senado e fazer outras composições na Câmara dos Deputados

Arthur Lira, deputado federal pelo Progressista de Alagoas
Arthur Lira, deputado federal pelo Progressista de Alagoas Foto: CNN Brasil (3.jun.2020)

Basília Rodriguesda CNN

Ouvir notícia

A corrida pela presidência da Câmara abriu disputa dentro do MDB entre emedebistas que apoiam um candidato independente do governo e quem defende compor com Arthur Lira, do Progressistas.

Há pressão interna para o partido garantir a eleição à presidência do Senado e fazer outras composições na Câmara, dessa forma, o líder do MDB Baleia Rossi teria que desistir da própria candidatura. Procurado, Baleia negou que irá ceder às pressões, disse que a legenda não mudará de direção. “Não há possibilidade de qualquer mudança. Vamos definir o candidato dentre os nomes dos partidos do bloco. O MDB da Câmara faz parte do bloco de centro que defende a independência da Câmara Federal”, disse à CNN.

Leia também:
Quem são os candidatos às presidências da Câmara e do Senado
Entenda o que fazem os presidentes da Câmara e do Senado
Favorito do Planalto lança candidatura hoje e tenta avançar sobre grupo de Maia
Radar Político: Perdas e ganhos com impedimento de reeleição no Congresso

Correndo por fora, ainda na noite desta terça-feira, o também emedebista deputado Fábio Ramalho defendeu sua candidatura avulsa. Ele afirmou à CNN que ligou para Michel Temer, ex-presidente da legenda e ainda uma das principais figuras do partido, para dizer que não deixaria de se candidatar, independentemente de acordos da sigla. “Da outra vez o senhor não me apoiou e eu vou ganhar de novo”, disse ter afirmado a Temer. Em 2017, ele venceu a 1* vice presidência da Câmara, derrotando outros emedebistas, mesmo sem apoio da legenda.

No fim de julho deste ano, MDB e DEM decidiram deixar o bloco de Arthur Lira, o centrão. O objetivo na época era demonstrar independência dos partidos em relação ao governo.

Passados os meses, Lira, por sua vez, tem atuado para reunir apoios de vários partidos, incluindo a esquerda, para vencer o candidato que vier do grupo de Rodrigo Maia.

Mais Recentes da CNN