Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Transição: Alckmin anuncia novos nomes da equipe e conselho político se reúne nesta quinta (17)

    Grupo técnico de Defesa deve ser o último anunciado pelo grupo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

    Geraldo Alckmin (PSB), vice-presidente eleito
    Geraldo Alckmin (PSB), vice-presidente eleito Reprodução/CNN

    Larissa Rodriguesda CNN

    Os últimos nomes para a equipe de transição de governo do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), devem ser anunciados nesta quinta-feira (17).

    Segundo apurou a CNN, dois temas deveriam ser criados, mas devem se tornar subgrupos: Centro de Governo e Inteligência Estratégica. Com a eventual criação da equipe da Defesa, o gabinete de transição fechará com 31 grupos técnicos anunciados.

    O vice-presidente eleito e coordenador da transição, Geraldo Alckmin (PSB), afirmou que a equipe não deve passar de 50 pessoas oficializadas. “Nomeamos, até agora, 14 das 50 [pessoas]. Temos muitos voluntários”, disse Alckmin na quarta-feira (16). No mesmo dia, o vice-presidente eleito anunciou 16 grupos técnicos e 61 pessoas.

    Entre os nomes, destacam-se: Kátia Abreu, Luiz Carlos Guedes e Neri Geller, ex-ministros da Agricultura, para equipe de Agricultura, Pecuária e Abastecimento; o deputado federal André Janones (Avante-MG) e a ex-deputada federal Manuela D’Ávila para grupo voltado para Comunicação Social; o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), para equipe de Desenvolvimento Regional; o senador Omar Aziz (PSD-AM) para equipe de Justiça e Segurança Pública; e a deputada federal eleita e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva para equipe do Meio Ambiente.

     

    O anúncio foi realizado no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde a equipe de transição terá diversas reuniões nesta quinta-feira (17).

    Reuniões

    Às 9h30, o Conselho Político da equipe de transição se reúne no CCBB. Segundo a presidente do PT e integrante do grupo, a deputada Gleisi Hoffmann, devem ser anunciados os nomes de parlamentares que irão integrar áreas temáticas. Integram o conselho os partidos PSB, PT, Solidariedade, PV, PSOL, PCdoB, Rede, Agir, PROS, Avante, PDT, PSD, MDB e Cidadania.

    Às 10h, a área técnica de Justiça e Segurança Pública deve se reunir no CCBB. O deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que faz parte do grupo, afirmou que ainda devem ser chamados representantes das forças policiais federais e estaduais para participarem das discussões da equipe. Sobre a divisão das pastas, Teixeira disse que o presidente eleito vai dar a “palavra final”.

    O grupo de trabalho de Juventude terá sua primeira reunião nesta quinta-feira (17), mas ainda não há horário marcado. No entanto, antes mesmo de começar as discussões, o grupo já definiu qual será a primeira recomendação ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A ideia defendida pela maioria do grupo de trabalho é retirar a Secretaria de Juventude do Ministério da Mulher. O grupo defende que a secretaria volte a ser vinculada diretamente à Presidência da República, como acontecia nos antigos governos petistas. A apuração é da analista da CNN Larissa Rodrigues.