Alesp retira da pauta PL que proíbe publicidade LGBTQIA+ após emenda de deputada

Deputada Erica Malunguinho (PSOL-SP) apresentou emenda nesta quarta-feira (28) e projeto volta para discussão nas comissões

Foto: Reprodução/Instagram

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) retirou da pauta desta quarta-feira (28) o projeto de lei 504/2020, da deputada estadual Marta Costa (PSD), que pede a proibição da veiculação de publicidade com pessoas LGBTQIA+ ou famílias homoafetivas no estado de São Paulo, após emenda apresentada pela deputada Erica Malunguinho (PSOL-SP). 

“Minha emenda de plenário ao PL 504/2020 teve 32 assinaturas. Agora, o projeto volta para discussão nas comissões. Seguimos em luta para que este PL seja TOTALMENTE MINADO!”, afirmou a deputada em sua conta no Twitter.

O projeto ganhou forte apoio social e viralizou nas redes sociais com as hashtags #AbaixoPL504 #lgbtnaoemainfluencia e #RespeitaHumanidadeLgbt.

“Este projeto representa a tentativa de apagamento da nossa existência. O texto original do PL associa pessoas LGBTI+ a “práticas danosas” e a “influência inadequada” a crianças e adolescentes. Em minha emenda, faço uma mudança estrutural no teor do PL, mudando o artigo 1º para vetar, em todo o território do estado de São Paulo, a publicidade, por intermédio de qualquer veículo de comunicação e mídia, + de material que contenha alusão a drogas, sexo e violências explícitas relacionada a crianças”, explicou a deputada. 

A parlamentar solicitou a retirada da “alusão a preferências sexuais e movimentos sobre diversidade sexual relacionadas a crianças” da proposta original.

Tópicos

Mais Recentes da CNN