Alexandre de Moraes suspende presidente do PTB por 180 dias

Ministro do STF vê interferência política de Roberto Jefferson, suspenso da vida partidária desde novembro do ano passado

Marcus Vinicius, presidente nacional do PTB
Marcus Vinicius, presidente nacional do PTB Divulgação/Alerj

Gabriel HirabahasiLeandro Resendeda CNN

em Brasília e no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, nesta terça-feira (29), a suspensão de Marcus Vinicius de Vasconcelos Ferreira da presidência do PTB por pelo menos 180 dias. Ferreira é aliado de Roberto Jefferson, ex-presidente do partido e ex-deputado federal.

O ministro alegou ter recebido denúncias de que Roberto Jefferson ainda estaria interferindo nas decisões do partido. Os dois serão ouvidos pela Polícia Federal em 15 dias. Marcus Vinícius afirmou à CNN que ainda não foi notificado, mas que irá se reunir com advogados para recorrer da decisão.

“A documentação juntada aos autos indica a possibilidade de manutenção da utilização de parte do montante devido ao fundo partidário do PTB para financiar, indevidamente, a disseminação de seus ataques às instituições democráticas e à própria Democracia, em continuidade às condutas ilícitas perpetradas por Roberto Jefferson Monteiro Francisco”, disse Moraes.

Jefferson foi preso por ordem de Moraes em 2021 e, em novembro, foi afastado da presidência do PTB e de qualquer tipo de atividade partidária. Na decisão desta terça (29), o ministro afirma que documentos anexados ao processo indicam possibilidade de manutenção da utilização de parte do montante devido ao fundo partidário do PTB para financiar a disseminação de ataques às instituições democráticas, em continuidade às condutas ilícitas realizadas por Roberto Jefferson.

As denúncias foram feitas por dois deputados estaduais, um de Sergipe, e outro de Roraima. Segundo o ministro, o material indica a “existência de uma rede de intimidação criada por Roberto Jefferson que, valendo-se de ameaças, tem o objetivo de assegurar o controle da agremiação política, às vésperas da eleição, em desrespeito à ordem emanada desta Suprema Corte”.

Mensagens de integrantes da legenda, enviados via WhatsApp, também evidenciam, para Moraes, que Roberto Jefferson segue no comando do PTB.

A CNN procurou a defesa de Roberto Jefferson e aguarda um retorno.

Veja a íntegra da decisão:

Mais Recentes da CNN