Alexandre Garcia: Passaporte de vacinação deixa locomoção interna esquisita

No quadro Liberdade de Opinião desta quarta-feira (16), o jornalista avaliou o projeto de lei que cria o passaporte de vacinação contra Covid-19

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta quarta-feira (16), Alexandre Garcia avaliou o projeto de lei que cria um passaporte de vacinação. O texto permite que estabelecimentos públicos e privados condicionem a entrada do público à apresentação de comprovante de vacinação ou teste negativo para Covid-19. 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a proposta, que passou no Senado na semana passada e vai para a Câmara dos Deputados. Para Bolsonaro, “não tem cabimento a vacina contra a Covid-19 ser obrigatória no Brasil”. 

“O artigo 15 do Código Civil diz que ninguém é obrigado a se submeter a uma medicação, a um tratamento e a uma cirurgia se não quiser. Acho útil sanitariamente, mas internacionalmente não, cada um faz sua regra. A locomoção interna fica uma coisa esquisita… Deu 73 a 0 no Senado a favor desse passaporte interno. O direito da pessoa receber ou não a vacina está anulado, é um cerne totalitário nisso.”

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (16.jun.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN