Aliado de Moro vai à Justiça contra ataque de Bolsonaro

Álvaro Dias entrou com uma ação após novos ataques bolsonaristas ao Podemos

Isabela Filardida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro (PL) atacou, no último final de semana, o ex-juiz Sergio Moro e o ex-procurador Deltan Dallagnol, que fizeram parte da Operação Lava Jato.

De acordo com a âncora da CNN Daniela Lima, Bolsonaro acusou Dallagnol de ter fabricado delações premiadas e fazer lobby para a indicação à Procuradoria-Geral da República (PGR), o que o ex-procurador rechaçou.

O presidente também fez indicações para aliados bolsonaristas radicais pesquisarem o que está sendo dito pelo Podemos e por líderes do partido, como o senador Álvaro Dias, que decidiu ir à Justiça.

Dias já separou material e documentação para os advogados, e vai entrar com uma ação contra o que ele acredita ser material difamatório e calunioso.

Ele, inclusive, afirmou que não entende esse ataque, já que não será candidato a nada. “Não há necessidade disso”, afirmou.

Segundo a âncora da CNN Daniela Lima, aliados de Bolsonaro dizem que a determinação é ir para cima do Podemos, para expor a figura de Sergio Moro, que está tentando defender o antissistema, como o presidente fez em 2018.

Bolsonaro está fazendo esses ataques aos ex-integrantes da Lava Jato para conquistar cada vez mais o apoio de seus seguidores mais radicais.

O discurso do presidente se aproximou ao dos petistas quanto à ilegalidade das ações de Moro na operação.

A presidente do Podemos, Renata Abreu, também vai entrar para a mira dos bolsonaristas.

Veja onde estão os protagonistas da Lava Jato atualmente

Mais Recentes da CNN