Aliados de Moro cogitam Santos Cruz e Renata Abreu para disputa em SP

Substituição vem depois do caso dos áudios vazados do deputado Arthur do Val; também foram citados os prefeitos de Itapevi, Igor Soares, e de Osasco, Rogério Lins

Deputada Renata Abreu, presidente do Podemos
Deputada Renata Abreu, presidente do Podemos Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Iuri Pittada CNN

Ouvir notícia

Aliados do pré-candidato do Podemos à Presidência, Sergio Moro, cogitam lançar o general Santos Cruz ou a presidente nacional do partido, deputada Renata Abreu, na disputa pelo estado de São Paulo, em substituição ao deputado estadual Arthur do Val. O parlamentar desistiu da pré-candidatura após ter áudios vazados nos quais afirmava que refugiadas ucranianas seriam “fáceis porque são pobres”.

Os nomes do oficial da reserva e da dirigente partidária foram citados em reunião da cúpula do partido nesta segunda-feira (7). Também foram citados os prefeitos de Itapevi, Igor Soares, e de Osasco, Rogério Lins.

Arthur do Val não pediu desfiliação da legenda e, com isso, deve ser citado nesta terça-feira a respeito do processo disciplinar aberto pelo partido. Hoje, foi instalado o Conselho de Ética do diretório paulista, formado por três pessoas: João Dárcio, presidente do colegiado, a vereadora Elza, de Osasco, e Fred Correa.

O deputado estadual terá prazo de cinco dias para apresentar sua defesa. Após o caso vir à tona, Arthur do Val se desculpou e alegou que a fala foi resultado de “empolgação”.

Ao avaliar nomes como Santos Cruz e Renata Abreu, assim como o dos prefeitos da legenda na Grande São Paulo, o diretório paulista do Podemos tenta manter a ideia de dar um palanque relevante a Moro no maior colégio eleitoral do país.

Por sua vez, o MBL, do qual Arthur do Val é egresso, reivindica a candidatura pra o vereador Rubinho Nunes.

O Podemos, porém, nega qualquer acordo com o grupo que lhe garanta automaticamente a vaga. Ao contrário, os prefeitos e dirigentes paulistas do partido argumentaram hoje que a sigla precisaria ter uma candidatura “orgânica” para apoiar o plano nacional de Moro.

Debate

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN