Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após sobrevoo no litoral, Marina e Tarcísio falam em “transformar dor em exemplo de política” de prevenção

    Marina e Tarcísio disseram que pretendem desenhar uma política pública que seja "exemplar" para o Brasil prevenir e enfrentar o risco de desastres naturais

    Defesa Civil de Ubatuba

    Iuri Pitta

    Após sobrevoarem as áreas do litoral norte de São Paulo mais atingidas pelas chuvas no fim de semana do carnaval, a ministra do Meio Ambiente e das Mudanças Climáticas, Marina Silva (Rede), e o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), falaram nesta quarta-feira (22) em “transformar a dor da catástrofe em exemplo de política pública” contra eventos naturais extremos.

    Marina esteve ao lado do governador dois dias após a ida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a São Sebastião, cidade que concentra quase todas as mortes e casos de famílias desabrigadas após os temporais. A ministra disse que a visita era uma continuidade do gesto do presidente, tanto em solidariedade quanto em trabalho conjunto.

    Tarcísio agradeceu a ida de Marina e disse que a cooperação é fundamental para enfrentar a tragédia e construir “cidades mais resilientes” para o enfrentamento de eventos extremos provocados pelas mudanças climáticas.

    Marina e Tarcísio disseram, após o sobrevoo em helicóptero do Exército, que pretendem desenhar uma política pública que seja “exemplar” para o Brasil prevenir e enfrentar o risco de desastres naturais mais graves.

    Além de sobrevoar as áreas mais atingidas, Marina esteve no Instituto Verdescola, na Vila Sahy, bairro de São Sebastião mais atingido pelos deslizamentos de terra. A ONG concentra o apoio voluntário aos desabrigados e serve de referência para o atendimento das famílias carentes e mais necessitadas após a tragédia.