Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Aras pede encontro com Lula em apelo final para se manter na PGR, dizem fontes

    Conversa entrou na agenda oficial do presidente e está marcada para às 17h30 desta quinta-feira (17) no Palácio do Planalto

    Augusto Aras, procurador-geral da República (PGR)
    Augusto Aras, procurador-geral da República (PGR) Pedro França/Agência Senado

    Thais Arbexda CNN

    Brasília

    A pouco mais de um mês de deixar o comando da Procuradoria-Geral da República, Augusto Aras pediu um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, num movimento final para tentar se manter no posto.

    A conversa entrou na agenda oficial de Lula e está marcada para às 17h30 desta quinta-feira (17) no Palácio do Planalto.

    Segundo relatos feitos à CNN, Aras vê o encontro como oportunidade de apresentar suas credenciais para permanecer no posto. Na perspectiva de Lula, no entanto, a agenda tem um aspecto pragmático: o presidente da República não pode negar um encontro com o PGR.

    De acordo com quem acompanha de perto o processo de definição da sucessão na PGR, as chances de Lula ser convencido por Aras são pequenas. O procurador-geral aposta, no entanto, na sua atuação contra a Operação Lava Jato para “encantar” o presidente.

    Embora aliados de Lula reconheçam o papel de Aras no que chamam de “controle do Ministério Público Federal”, sua atuação durante a gestão de Jair Bolsonaro, por quem foi indicado para o posto que ocupa desde setembro de 2019, é vista como o principal entrave para que ele permaneça à frente da PGR.

    Segundo aliados do presidente, o desafio na sucessão da PGR é encontrar um nome que tenha, de fato, ascensão hierárquica sobre a classe.