Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Assembleia de SP planeja aprovar privatização da Sabesp na próxima semana

    Apesar de onda de greves, Palácio dos Bandeirantes prevê aprovação da proposta

    Sabesp
    Sabesp Pedro Godoy/ExLibris/PMI

    Caio Junqueirada CNN

    São Paulo

    Apesar da terceira greve contra a privatização da Sabesp, a Assembleia Legislativa de São Paulo planeja votar o projeto de lei que privatiza a estatal na próxima semana.

    A informação foi confirmada à CNN pelo relator da proposta, deputado Barroz Munhoz (PSDB), e por uma das lideranças da oposição, deputado Marcolino (PT).

    “A discussão vai começar no dia 4. Após a discussão, começa o encaminhamento de votação e, só em seguida, começa a votação propriamente dita. Acredito que todo o processo vai do dia 4 ao dia 6”, disse Munhoz à CNN.

    O relatório dele foi aprovado na semana passada no Congresso de Comissões vencendo os relatórios alternativos do PT e outro do PSB.

    Hoje o projeto entra na pauta, mas o PT deverá apresentar uma emenda de plenário e automaticamente ser retirado.

    Interlocutores do presidente da assembleia, André do Prado (PL), também disseram à CNN que a discussão começará na semana que vem,

    O Palácio dos Bandeirantes aposta em uma aprovação relativamente tranquila da proposta, com algo entre 50 e 60 votos de 94 possíveis. Para aprovar são necessários 48 votos.

    O PT tem três estratégias:

    • obstruir para levar a votação para 2024,
    • judicializar (há ações já protocoladas na Justiça que aguardam decisão)
    • ou mesmo tentar convencer a base a votar contra.

    “O calendário prevê sim que o debate comece terça. Vamos obstruir até onde der e tentar convencer a base a rejeitar”, disse à CNN o deputado Marcolino (PT), uma das lideranças petistas.

    Tópicos

    Tópicos