Barros foi para o ataque na CPI porque não tem defesa, diz Humberto Costa

Senador da CPI da Pandemia disse que o líder do governo na Câmara não tem argumentos para rebater acusações sobre venda de vacinas

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Em entrevista à CNN nesta quinta-feira (12), o senador Humberto Costa (PT-PE), membro da CPI da Pandemia, afirmou que o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), foi para o ataque na sessão, encerrada após uma discussão, porque não tinha defesa sobre as acusações feitas 

“Essa preocupação em atacar da parte dele é por não ter uma boa defesa para justificar os movimentos que ele fez para priorizar essas vacinas”, disse Costa.

“Tudo que o governo fez até agora em relação a vacinas é indefensável.”

No depoimento, Barros afirmou que a CPI “afastou várias empresas [vendedoras de vacinas] interessadas em fazer negócios com o Brasil” devido à forma como os trabalhos estão sendo conduzidos no Senado.

Em decorrência de desentendimentos com o depoente, a sessão foi suspensa, retomada e depois encerrada. O presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), anunciou que confirmou a convocação do deputado em um momento futuro. Barros participou da sessão desta quinta apenas como convidado. 

 

Publicado por Evandro Furoni

O senador Humberto Costa, integrante da CPI da Pandemia, em entrevista à CNN
O senador Humberto Costa (PT-PE), integrante da CPI da Pandemia, em entrevista à CNN (29.jun.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Mais Recentes da CNN