Bolsonaro destaca ministro Rogério Marinho para concorrer ao Senado

O pedido foi feito pelo próprio presidente Jair Bolsonaro (PL) ao ministro do Desenvolvimento Regional

Pedro Zanattada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, foi o escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para ser candidato ao Senado nas eleições de 2022. O pedido foi feito ao ministro pelo próprio presidente. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

Com o pedido, Bolsonaro tem o objetivo de formar bancadas fortes na Câmara e no Senado. A lista de nomes para candidaturas inclui também o da ministra da Agricultura, Teresa Cristina, e o do ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni.

Todos eles devem mudar de partido até o mês de março do ano que vem. Isso por conta da janela partidária que permite as alterações nas bancadas sem que ninguém possa ser acusado de infidelidade partidária.

Múltiplos partidos

O Partido Liberal (PL) não deve ser o único a receber os novos nomes. Bolsonaro pretende distribuir os candidatos de seu governo em várias linhas de frente.

A ministra Cristina, por exemplo, pode se filiar tanto ao PL como também ao Partido Progressista (PP). Para isso, deve haver um estudo com o objetivo de analisar quais destes partidos basilares do centrão vai se compor melhor aos nomes indicados, mantendo a aliança com as bancadas.

Filiação ao PL

Após dois anos sem estar em um partido político, o presidente Jair Bolsonaro assinou sua filiação ao PL nesta terça-feira (30) em um evento em Brasília.

Em seu discurso, o presidente afirmou que, no PL, quer ajudar a compor bancadas para as eleições 2022 a fim de “fazer melhor para o Brasil”, mas também disse que o evento não servia para “lançar ninguém a cargo nenhum”.

Confira a linha do tempo de partidos do presidente Jair Bolsonaro

Mais Recentes da CNN