Bolsonaro rebate crítica de Mark Ruffalo e diz que ator “nunca leu Constituição brasileira”

Pelo Twitter, intérprete de Hulk pede a Biden que não confie no presidente brasileiro

Bolsonaro e Mark Ruffalo protagonizam discussão sobre democracia no Twitter
Bolsonaro e Mark Ruffalo protagonizam discussão sobre democracia no Twitter Reprodução/Redes Sociais

Nathallia Fonsecada CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro revidou pelo Twitter as críticas feitas pelo ator Mark Ruffalo, intérprete do Hulk, nesta quinta-feira (9).

Em post no Twitter antes do encontro entre Bolsonaro e Joe Biden, Ruffalo disse, se dirigindo ao presidente dos Estados Unidos: “O homem que você encontrará hoje não respeita a democracia e frequentemente ameaça um golpe”.

O ator pediu ainda que Biden “permaneça do lado da democracia”.

O encontro entre Biden e Bolsonaro ocorreu durante a Cúpula das Américas, encontro de líderes do continente que ocorre desde segunda-feira (6), em Los Angeles.

Após o encontro com Biden, também pelo Twitter, Bolsonaro respondeu o ator, a quem chamou de “Mark Ruffles”, em uma série de posts redigidos em inglês.

O presidente brasileiro fez uma relação com super-heróis, frequentemente associados a Ruffalo pela interpretação de Hulk no cinema.

“Deixe-me simplificar: se o Capitão América foi eleito por mais de 55 milhões de pessoas e Thanos, que é estrangeiro e não sabe nada sobre os EUA, tenta interferir no território ou no processo eleitoral americano, é Thanos e não o Capitão que está desrespeitando a democracia”, escreveu, numa referência ao vilão da série em quadrinhos.

“Tenho certeza que você nunca leu a Constituição brasileira, mas posso garantir que não é nada como os complicados roteiros do Hulk que você tem que memorizar”, afirmou Bolsonaro. O presidente disse também que “sempre esteve do lado da democracia”.

O presidente também fez críticas à esquerda ao afirmar que governantes com essa orientação política “querem controlar a imprensa, coibir a liberdade de expressão, a internet, além de financiar governos como o de Cuba e Venezuela”.

Bolsonaro criticou também o papel vivido por Ruffalo. “O Hulk original era muito mais legal. Ele não precisava de um computador para parecer forte e realmente entendia algo sobre a natureza”.

Mais Recentes da CNN