Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Brasil corre risco de ter evento mais grave que invasão do Capitólio, diz Fachin em Washington

    Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) participou de evento na capital americana para falar sobre o processo eleitoral no Brasil e afirmou que “uma sociedade armada é uma sociedade oprimida”

    Marcello Sapioda CNN

    O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, afirmou nesta quarta-feira (6) que o Brasil pode registrar um episódio “ainda mais agravado” do que a invasão ao Capitólio, nos Estados Unidos, ocorrida em 2021, e apontou a atuação da Justiça Eleitoral como um modo de evitar isso.

    Ele defendeu que a sociedade brasileira se arme “unicamente do seu voto” e classificou sociedades armadas como “oprimidas”. Para o ministro, independentemente do resultado das urnas em outubro, a população deve prezar pela democracia e não por atos de revolta.

    “Nós poderemos ter um episódio ainda mais agravado do que 6 de janeiro daqui do Capitólio”, disse durante evento realizado pelo Wilson Center, em Washington, nos Estados Unidos, onde esteve para falar sobre o processo eleitoral no Brasil.

    O evento ao qual ele se refere foi realizado por apoiadores do ex-presidente Donald Trump, que invadiram um dos principais símbolos do Poder no país em resposta à derrota do candidato conservador nas eleições presidenciais. Ao menos dois manifestantes e três policiais morreram nos dias seguintes ao ataque.

    Durante sua participação, transmitida pela internet, Fachin falou que a primeira condição para evitar ações violentas nas eleições é que a “Justiça Eleitoral não se vergue”. “Que a Justiça Eleitoral cumpra sua missão, e nós iremos cumprir. O judiciário brasileiro não vai se vergar. A quem quer que seja”, afirmou.

    Ele ressaltou que os candidatos eleitos serão proclamados e diplomados pelo TSE e pelos Tribunais Regionais Eleitorais.

    Fachin também classificou sociedades armadas como “oprimidas” e defendeu que a população brasileira também saiba viver dentro da democracia e se arme “unicamente do seu voto”.

    “Sociedade com violência é uma sociedade oprimida. A liberdade está precisamente na vida pacífica que se tem. E isso significa que a sociedade precisa de solidariedade, do seu sentimento de justiça, da sua coexistencialidade. Portanto, a sociedade brasileira no dia 2 de outubro colocará um espelho diante de si: se almeja a guerra de todos contra todos, ou almeja a democracia. E a partir daí faça isso”, afirmou.

    Debate

    CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.