‘Bruno era o meu líder da juventude do PSDB’, diz governador Eduardo Leite (RS)

Governador do Rio Grande do Sul diz que prefeito de São Paulo "era uma voz que deixava boa expectativa em relação ao futuro da política brasileira"

Juliana Alves, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após a morte do prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB), neste domingo (16), em decorrência de um câncer, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), falou sobre como o colega de partido o inspirou. “Bruno era o meu líder da juventude do PSDB”, declarou.

Eduardo Leite, 36 anos, é um político ainda mais jovem que Bruno, que viveu até os 41. Ele conta sobre o momento em que passou a se engajar mais fortemente na política e dentro do partido.

“Eu era um dos vice-presidentes do PSDB do Rio Grande do Sul quando ele [Bruno Covas] era o presidente nacional da juventude do PSDB. Estávamos dentro de um mesmo grupo dentro do partido, o da juventude, trabalhando lado a lado.”

Eduardo Leite destaca como principal característica de Bruno saber aliar rigor e serenidade. 

“Admirável a capacidade dele de ter todos os números, dados, informações, a pronta-resposta sobre qualquer assunto e informação que fosse demandada a respeito do governo de São Paulo, mostrando que ele tinha dedicação, disciplina e ao mesmo tempo sabia conduzir com uma leveza, serenidade e sobriedade”, pontua.

O governador ressalta que Covas era uma liderança que se destacaria no futuro e ajudaria a conduzir a política brasileira de volta para a “sensate” e o “equilíbrio”.

“No governo dele em São Paulo nunca deixou de tratar dos temas mais sensíveis de inclusão, de diversidade, de respeito às diferenças, ao mesmo tempo em que trabalhou por reformas da estrutura da máquina pública, por concessões, por uma visão de governo mais moderna associado à iniciativa privada.”

Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) - 16 de maio de 2021
Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) – 16 de maio de 2021
Foto: Reprodução / CNN

Mais Recentes da CNN