Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Câmara aprova isenção do Imposto de Renda para quem ganha até R$ 2.824

    Proposta beneficia quem ganha até dois salários-mínimos e segue agora para o Senado

    O projeto aprovado na Câmara segue o mesmo texto da MP
    O projeto aprovado na Câmara segue o mesmo texto da MP 12/03/2024 - Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

    João Rosada CNN

    Brasília

    O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (12), um projeto de lei que isenta do pagamento do Imposto de Renda (IR) pessoas que ganhem até dois salários-mínimos, o que corresponde a R$ 2.824.

    O projeto segue agora para o Senado.

    O texto tem a autoria do líder do governo federal na Casa, deputado José Guimarães (PT-CE). No projeto inicial, Guimarães sugeriu que o Poder Executivo poderia atualizar por decreto a tabela progressiva mensal do IRPF a partir de 2025 a fim de manter a faixa com alíquota zero igual a dois salários-mínimos.

    O relator do projeto, deputado Emanuel Pinheiro Neto (MDB-MT), porém, retirou o trecho que permitiria o governo atualizar via decreto a tabela do IR.

    Ampliação da faixa de isenção do imposto de renda

    Um dia depois da apresentação do projeto na Câmara, em fevereiro, o governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) editou uma Medida Provisória (MP) também para ampliar a faixa de isenção do IR.

    A MP tem força de lei assim que publicada no Diário Oficial da União, mas precisa ser aprovada pelo Senado e pela Câmara em até 120 dias para virar lei em definitivo. Caso contrário, perde a efetividade.

    O projeto aprovado na Câmara segue o mesmo texto da MP.

    Anteriormente, a isenção do IR era para salários de até R$ 2.640, correspondendo a dois salários-mínimos em 2023.

    Segundo o Ministério da Fazenda, a medida deve isentar 15,8 milhões de brasileiros. A proposta deve valer para empregados, autônomos, aposentados, pensionistas e outras pessoas físicas que recebem até R$ 2.824,00 e que não terão mais de pagar o Imposto de Renda.