Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Campanhas de Lula e Bolsonaro devem “partir para o ataque”, diz especialista

    À CNN Rádio, o cientista político Jairo Pimentel destacou que vencerá a eleição quem tem menor rejeição e, portanto, ambos deverão tentar expor defeitos do adversário

    Os candidatos à Presidência Lula e Bolsonaro
    Os candidatos à Presidência Lula e Bolsonaro Montagem/Ricardo Stuckert/Isac Nóbrega

    Amanda Garciada CNN

    A expectativa nesta semana de campanha presidencial de 2º turno é de que “os dois candidatos partam para o ataque.”

    Esta é a avaliação do cientista político Jairo Pimentel.

    “O acirramento da disputa que está bastante forte nas redes sociais deve se acentuar, com aumento da campanha negativa”, disse à CNN Rádio.

    A estratégia faz sentido porque, segundo ele, Jair Bolsonaro (PL) tenta reverter o quadro, já que ficou atrás no primeiro turno, e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenta conter uma possível subida de seu adversário.

    A campanha negativa, explicou o especialista, busca mostrar os defeitos do adversário.

    “A tarefa de Bolsonaro é tirar eleitores do Lula, já que só conseguir eleitores da 3ª via não será numericamente suficiente, porque teria que pegar todos eles, o que não parece ser provável.”

    Ao mesmo tempo, Jairo destaca que a abstenção pode atrapalhar mais o petista do que Bolsonaro.

    “No primeiro turno, a abstenção foi maior em cidades onde Lula teve mais votos, há correlação, justamente porque essas abstenções se encontram em lugares com eleitores mais pobres, com dificuldades para votar, com problemas de deslocamento, por exemplo”.

    *Com produção de Isabel Campos