Chegada de Ciro Nogueira mostra que buscamos dialogar, diz Bolsonaro

Na posse do ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, Bolsonaro afirmou que pretende aprofundar as relações com o parlamento

Lucas Rocha, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Na cerimônia de posse do ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, nesta quarta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a escolha por Nogueira sinaliza uma abertura ao diálogo com o parlamento.

“A chegada do Ciro Nogueira é demonstração por parte do governo que queremos, cada vez mais, aprofundar o relacionamento com o parlamento. Não é a primeira vez que eu digo que o Legislativo e o Executivo é na verdade um só poder”, disse Bolsonaro.

“Quase tudo que viermos a decidir aqui passa pelo parlamento. E o parlamento também, muitos projetos que nascem lá dependem do governo para sua implementação. Temos hoje uma convivência extremamente pacífica, salvo alguns senões, faz parte da política”, completou o presidente.

Novo programa social do governo

No discurso, o presidente ressaltou o empenho do governo federal no auxílio à população diante das dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19, como a perda de empregos e os impactos climáticos que levaram ao aumento do preço dos alimentos.

“O Governo com seu olhar para os menos favorecidos ou mais desfavorecidos, quando 38 milhões de pessoas perderam sua renda porque eram informais, o governo veio com o programa do Auxílio Emergencial. Atualizando os números, apenas 2020, despendemos mais recursos do que em 13 anos do programa Bolsa Família“, disse Bolsonaro.

Segundo o presidente, o valor do novo programa social do governo federal poderá ser até 50% maior que o valor do Bolsa Família. “Estamos aprofundando de modo que tenhamos um novo programa, Auxílio Brasil, pelo menos 50% maior que o Bolsa Família”, disse. 

Mais Recentes da CNN