Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ciro Nogueira nomeia Alckmin e oficializa início da transição de governo

    Vice-presidente eleito é escolhido pelo ministro da Casa Civil para o Cargo Especial de Transição do Governo

    Leonardo RibbeiroMarina Toledoda CNN

    São Paulo

    Começou oficialmente a transição do governo Bolsonaro para o governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Geraldo Alckimin (PSB) foi nomeado pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, para o Cargo Especial de Transição do Governo, conforme o Diário Oficial da União desta sexta-feita (4).

    Os Cargos Especiais de Transição de Governo (CETG) são garantidos pela Lei 10.608/2002. O presidente eleito tem o direito de constituir uma equipe de 50 membros.

    A equipe de transição tem por objetivo inteirar-se do funcionamento dos órgãos e entidades que compõem a administração pública federal, além de preparar os atos de iniciativa do novo presidente da República, a serem editados imediatamente após a posse.

    Durante entrevista coletiva na quinta-feira (3), Alckmin afirmou que os nomes que irão compor a equipe de transição de governo serão anunciados na próxima segunda-feira (7). Segundo o vice-presidente eleito, os principais objetivos devem ser transparência, planejamento e continuidade.

    “O presidente Lula é o presidente, é ele quem comanda todo o processo. Ele tirou uns dias de merecido descanso, está voltando no domingo e segunda-feira nós já vamos ter um conjunto de reuniões de trabalho para poder avançar na transição”, disse.

    No mesmo dia, Alckmin se reuniu com o relator do orçamento, senador Marcelo Castro (MDB-PI); a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR); o ex-ministro Aloizio Mercadante; o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira; e o ministro da secretaria-geral da Presidência, general Luiz Eduardo Ramos.

    “A conversa foi bastante proveitosa e muito objetiva”, declarou Alckmin. O vice-presidente eleito ainda afirmou que Ramos o cumprimentou, parabenizou e colocou-se à disposição para ajudar na transição.

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) reafirmou apoio à transição com o governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na quinta, após encontro com o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) no Planalto.

    “Foi positivo. O presidente convidou, nós estávamos saindo já. Reiterou o que disse o ministro Ciro Nogueira e o general Ramos. Para que se tenha transição tranquila, da disposição do governo de prestar todas as informações, colaborações, pautadas pelo interesse publico”, disse Alckmin, que assumiu a coordenação da equipe de transição para o próximo governo.