Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN e entidades repudiam agressão a cinegrafista que trabalhava na porta da casa de Jefferson

    Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro e a Fenaj cobram apuração e punição ao agressor de Roberto de Paula

    André RosaCarolina Fariasda CNN São Paulo

    O Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro e a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) emitiram uma nota conjunta de repúdio ao ataque sofrido pelo repórter cinematográfico de uma afiliada da TV Globo que trabalhava em Comendador Levy Gasparian, no interior do Estado do Rio de Janeiro, na cobertura do caso da resistência à prisão do ex-deputado Roberto Jefferson.

    Ele foi agredido enquanto trabalhava no caso, na porta da residência do ex-parlamentar, na tarde deste domingo (23). O ex-deputado Roberto Jefferson foi preso pela Polícia Federal na noite deste domingo.

    “A Fenaj e o Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro repudiam e condenam mais esse ato de violência contra um trabalhador da mídia. Ao mesmo tempo, cobram das autoridades a apuração e punição do agressor”, diz a nota das entidades.

     

    A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) também se manifestou e pediu segurança aos jornalistas na reta final do segundo turno das eleições. “A Abraji se solidariza com o repórter cinematográfico Rogério de Paula e toda equipe da InterTV. Espera que as autoridades fluminenses investiguem com celeridade a agressão ao cinegrafista. É inadmissível que profissionais de imprensa sejam impedidos de realizar o seu trabalho de levar informações de interesse público para a sociedade”, afirmou a entidade.

    “Além do ataque contra o repórter cinematográfico, foram registradas hostilidades contra outros jornalistas no entorno da casa do ex-deputado. Isso é sinal de que, nos próximos dias, todas as entidades que prezam por um ambiente democrático no Brasil devem permanecer vigilantes em defesa do exercício do jornalismo”, disse em nota.

    A CNN Brasil reitera sua defesa irrestrita da democracia e repudia, portanto, todo tipo de atentado à liberdade de imprensa.

    Rogério de Paula trabalha na InterTV e foi agredido pelas costas por um dos apoiadores de Jefferson que estavam no local.

    “A Inter Tv ainda não emitiu Boletim de Ocorrência porque o cinegrafista Rogério de Paula precisará passar a noite no hospital. Assim que ele receber alta, o boletim de ocorrência será feito”, declarou a InterTV.