Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com Bolsonaro sem foro privilegiado, CPI da Covid articula reapresentar denúncias

    Relatório final da comissão parlamentar de inquérito apontou nove crimes contra o ex-presidente da República

    Tainá Farfanda CNN

    Senadores que trabalharam na CPI da Covid pretendem reapresentar as denúncias contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), agora sem foro privilegiado.

    O relatório final da comissão parlamentar de inquérito apontou nove crimes contra o ex-presidente da República, supostamente cometidos durante a pandemia de Covid-19. São eles:

    • Epidemia com resultado de morte;
    • Infração a medidas sanitárias preventivas;
    • Emprego irregular de verba pública;
    • Incitação ao crime;
    • Falsificação de documentos particulares;
    • Charlatanismo;
    • Prevaricação;
    • Crime contra a humanidade e
    • Crime de responsabilidade.

    A avaliação dos parlamentares é que, sem foro, Bolsonaro pode ser investigado pelo Ministério Público.

    Enquanto presidente, Bolsonaro não chegou a ser investigado. O Procurador-Geral da República, Augusto Aras, pediu o arquivamento das denúncias.

    Veja abaixo os depoentes da CPI da Covid: