Com orçamento reduzido, David Almeida promete combater ‘desperdícios’ em Manaus

Discurso de posse de David Almeida (Avante) foi acompanhado por um canto de louvor em agradecimento a Deus por suas conquistas

Juliana Elias, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O novo prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), e seu vice-prefeito, o ex-deputado federal Marcos Rotta, tomaram posse no início da tarde desta segunda-feira (1º), em uma cerimônia reduzida por conta da pandemia do novo coronavírus. Também assinaram o termo de posse os 41 vereadores da capital amazonense.

Em seu discurso, Almeida mencionou o desafio da gestão de trabalhar com um orçamento curto, homenageou as vítimas do novo coronavírus no mundo – entre as quais sua mãe, que morreu em novembro – e afirmou o compromisso de governar para todos. “Seremos implacáveis com o desperdício”, afirmou.

A mãe do prefeito morreu de Covid-19 aos 88 anos em 28 de novembro, um dia antes de sua eleição, no dia 29

Leia também: 
Covas toma posse e diz que São Paulo está pronta para vacinação em massa
Eduardo Paes toma posse como prefeito do Rio de Janeiro

A fala do prefeito, que tem forte ligação com a igreja, foi acompanhada ao fim por um canto de louvor, apresentado por sua filha e seu genro, em agradecimento por sua eleição e suas conquistas.

“O Estado é laico, e essa separação eu tenho que fazer, mas o prefeito pela primeira vez é um cristão, um crente. Eu não perderia essa oportunidade de agradecer a Deus”, disse.

David Almeida

David Almeida (Avante) discursa aos vereadores na cerimônia de posse à prefeitura de Manaus

Foto: Robervaldo Rocha/Câmara Municipal de Manaus

Na sequência, afirmou que governará para todos. “A partir de hoje, Rotta e eu somos prefeito e vice-prefeito daqueles que votaram em nós, dos que votaram no nosso adversário, daqueles que não votaram nem em mim e nem no adversário”, disse. 

“Seremos prefeito e vice-prefeito de todos: evangélicos, católicos, espíritas, ateus. (…) Vivemos em uma democracia em que a grande maioria é cristã, mas repeitaremos a todos”, acrescentou.

“Eficiência da iniciativa privada”

Almeida também mencionou o orçamento apertado para 2021 já aprovado pelos vereadores da gestão anterior e a necessidade “de fazer menos com mais”. 

“Vamos receber um orçamento de R$ 600 milhões menor para 2021 do que o orçamento executado de 2019”, disse. “Seremos implacáveis com o desperdício, com os gastos supérfluos (…) Precisamos trazer para o serviço público as ações de governança da iniciativa privada no que se refere a gestão, eficiência, metas, resultados, fiscalização.”

Cerimônia restrita

Tradicionalmente realizada no Teatro Amazonas, histórico cartão postal da capital, a cerimônia de posse das autoridades municipais foi realizada de maneira restrita no Câmara Municipal da cidade. Cada eleito teve direito a levar um convidado consigo.

Praticamente todas as cadeiras do salão, porém, estavam tomadas.

Mais Recentes da CNN