Com proximidade da COP 26, ministro do Meio Ambiente se reúne com John Kerry

O ministro Joaquim Leite, que substituiu Ricardo Salles, tem atuado para tentar melhorar a imagem do Brasil no exterior

Gustavo Uribeda CNN

Ouvir notícia

 

Joaquim Álvaro Pereira Leite, novo ministro do Meio Ambiente
Joaquim Álvaro Pereira Leite, novo ministro do Meio Ambiente
Foto: Flickr/Ministério do Meio Ambiente

Com o intuito de melhorar a imagem do país no exterior, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, teve uma reunião bilateral, na última segunda-feira (26), com o enviado especial para o clima dos Estados Unidos, John Kerry.

O encontro foi promovido no Reino Unido, para onde o ministro brasileiro viajou no fim da semana passada para discussões sobre a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 26), que será realizada no mês de novembro, em Glasgow, na Escócia.

Na sexta-feira (30), o representante americano participará de uma teleconferência com governadores brasileiros para discutir medidas de estímulo à bioeconomia e políticas de proteção ambiental.

Leite tem tentado reconstruir canais de diálogo que sofreram desgaste durante a gestão de seu antecessor, Ricardo Salles. Além de ter se mostrado disposto a colaborar com o vice-presidente Hamilton Mourão, que também ocupa a presidência do Conselho Nacional da Amazônia Legal e que tinha uma relação conturbada com Salles, o novo ministro tem se aproximado de embaixadores de países europeus críticos à gestão ambiental do Brasil.

No mês passado, o ministro brasileiro se reuniu com o embaixador do Reino Unido no Brasil, Peter Wilson, para discutir também a participação brasileira na COP-26.  Ele também pretende retomar diálogo com representantes diplomáticos da União Europeia, sobretudo os críticos à política ambiental brasileira e que protagonizaram momentos de turbulência com a gestão anterior.

Em dois anos e seis meses à frente da pasta, Salles teve uma gestão marcada por tensões com parlamentares, organizações não-governamentais e países estrangeiros. Na tentativa de imprimir a imagem de uma gestão mais comprometida com a preservação ambiental, Leite também quer, segundo aliados do ministro, promover uma atuação mais afinada com a Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), o que incluiria campanhas publicitárias no exterior. O novo ministro atua na pasta desde julho de 2019.

Ele estava na Secretaria da Amazônia e Serviços Ambientais e na Secretaria de Florestas e Desenvolvimento Sustentável desde abril de 2020. Antes, foi Diretor do Departamento Florestal.

Mais Recentes da CNN