Covas iria chegar a todos os níveis de gestão, diz presidente estadual do PSDB

Marco Vinholi fala do legado deixado pelo prefeito de São Paulo, que morreu neste domingo (16)

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente estadual do PSDB em São Paulo, Marco Vinholi, falou à CNN sobre o legado deixado pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que morreu neste domingo vítima de um câncer.

“É um dia muito triste para todos nós, sobretudo para a população de São Paulo e para o PSDB de São Paulo e do Brasil de forma muito intensa. Um grande homem público, grande amigo e pessoa que honrou o PSDB durante sua trajetória. Ele deixa dentro do imaginário tucano alguém que conseguiu tratar com coerência as três principais vertentes do partido: a social democracia, a questão ética e moral e o liberalismo econômico”, afirma.

Vinholi contou como foram as últimas semanas de Covas. “Foram dias de expectativa e esperança. Ao longo da semana ele vinha tratando de temas da política e do governo de forma altiva e todos nós com muita esperança para a melhora dele. Há três semanas planejávamos o horizonte do partido para o país e, de forma otimista, ele tratava desses temas.

O presidente estadual do PSDB em São Paulo, Marco Vinholi (16.Mai.2021)
O presidente estadual do PSDB em São Paulo, Marco Vinholi (16.Mai.2021)
Foto: Reprodução/CNN

Para o tucano, ainda é cedo para dizer como fica a prefeitura de São Paulo, agora sob o comando do vice, Ricardo Nunes (MDB). “Hoje ainda é um dia de luto. Faremos nossas homenagens e, a partir de amanhã, começar a pensar em política. Ricardo Nunes e Bruno Covas sempre foram próximos, o Bruno sempre confiou muito nele e expressou isso. O trabalho será para que o Ricardo possa seguir com as metas da campanha eleitoral e o partido possa fortalecer esse trabalho”.

O presidente estadual do partido fala da conduta do político ao longo da carreira. “Alguém que trata a política com ‘P’ maiúsculo, tem orgulho de fazer política, construir pontes e diálogos, longe dos extremos, que acredita no seu país.  Bruno enfrentou de forma transparente a doença, a exemplo de seu avô Mário Covas. E essa seriedade e coerência marcaram sua trajetória. Fica o legado de alguém que com certeza iria chegar a todos os níveis da gestão pública no Brasil, que construiu uma carreira de muita seriedade e vai viver para sempre em nossos corações”. 

Mais Recentes da CNN