‘CPI da Pandemia precisa acarear Roberto Dias e Dominghetti’, afirma Girão à CNN

Senador Eduardo Girão (Podemos-CE) também avaliou maior espaço de atuação para o governo federal dentro da comissão após saída de Ciro Nogueira

Produzido por Jorge Fernando Rodrigues, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE), titular da CPI da Pandemia, é a favor de uma acareação entre o ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Dias e Luiz Paulo Dominghetti, que se apresenta como vendedor de vacinas da Davati Medical Supply.

Em entrevista à CNN, Girão classificou os depoimentos colhidos, até agora, na comissão de inquérito como “muito frágeis”. “Precisávamos ver acareação entre Roberto Dias e cabo Dominghetti, mas o presidente da CPI [senador Omar Aziz] se precipitou e já foi determinando a prisão [de Dias]”, criticou.

À CPI, Dominghetti afirmou que recebeu um pedido de propina durante reunião com representantes do Ministério da Saúde – incluindo Dias –, para negociar a compra de imunizantes contra a Covid-19.

Áudios revelados pela CNN colocaram em xeque a versão de Roberto Dias de que o encontro relatado pelo atravessador da Davati foi acidental. Pela contradição, Dias foi preso por ordem da comissão de inquérito.

Em entrevista à CNN, Girão também avaliou um maior espaço para o governo federal na CPI. Com a ida do senador Ciro Nogueira (PP-PI) para a Casa Civil, a vaga na comissão será ocupada por Luis Carlos Heinze (PP-RS), com Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) de suplente. 

Para o parlamentar, as mudanças possibilitarão mais oportunidades de diálogo. “Desde o início, a CPI tem uma posição predominantemente de oposição, ela foi montada para isso. Percebi que nem os governistas, nem os oposicionistas conseguem de alguma forma ter diálogo mínimo, e isso tem atrapalhado.”

Senador Eduardo Girão (Podemos-CE), titular da CPI da Pandemia
Senador Eduardo Girão (Podemos-CE), titular da CPI da Pandemia, falou sobre retomada dos trabalhos
Foto: CNN Brasil (2.ago.2021)

 

 

(Publicado por Sinara Peixoto)

Mais Recentes da CNN