Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CPI das Criptomoedas quer ouvir donos da 123milhas após cancelamentos de viagens

    Presidente da comissão, deputado federal Aureo Ribeiro (Cidadania-RJ) classificou como "muito grave" a atitude da agência

    Presidente da CPI explicações sobre o cancelamento das passagens
    Presidente da CPI explicações sobre o cancelamento das passagens Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

    Marcos Amorozoda CNN

    em Brasília

    A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Criptomoedas deve convocar os proprietários da agência de viagens 123milhas para esclarecer o cancelamento de pacotes e emissão de passagens da linha promocional PROMO para o período entre setembro e dezembro.

    O presidente da CPI, deputado Aureo Ribeiro (Cidadania-RJ) afirmou que a comissão quer cobrar explicações sobre o cancelamento das passagens.

    “É muito grave o comunicado da 123milhas de suspensão das viagens agendadas de setembro a dezembro de 2023. Muitas famílias se programaram e agora todo o sonho vai por água a baixo. A CPI das Pirâmides Financeiras vai investigar o caso dos prejuízos causados aos brasileiros”, afirmou Ribeiro, no último sábado (19), em uma rede social.

    Até o momento, não existe nenhum requerimento protocolado na CPI que peça a convocação ou o convite dos representantes da 123milhas, mas a assessoria de Ribeiro trabalha na redação do documento, que deve ser apresentado nesta semana.

    Na sexta-feira (18), a 123milhas anunciou a suspensão das emissões de passagens e pacotes da linha promocional da empresa com previsão de embarque de setembro a dezembro. A suspensão afeta viajantes que compraram passagens com datas flexíveis.

    Veja também – Agência 123milhas suspende pacotes e emissão de passagens da linha promocional

    De acordo com um comunicado da empresa, os valores gastos pelos clientes com produtos da linha “PROMO” no período “serão integralmente devolvidos em vouchers, com correção monetária de 150% do CDI”. Ainda de acordo com a nota, os vouchers podem ser usados para compra de outros produtos da 123milhas.

    Os ministérios da Justiça e do Turismo anunciaram que vão investigar a empresa 123milhas pelo cancelamento de pacotes e emissão de passagens da linha promocional, neste fim de ano.

    Os consumidores que se sentirem lesados poderão fazer registro na plataforma consumidor.gov.br.

    Em nota, a pasta do Turismo informou que considerou grave o anúncio feito pela agência de viagens na sexta-feira (18) e que a apuração irá esclarecer as razões dos cancelamentos, identificar as pessoas atingidas e promover a reparação de danos.