CPI ouve auditor do TCU que fez ‘estudo paralelo’ sobre mortes por Covid-19

Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques prestará depoimento à comissão no Senado Federal

Auditor do TCU Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques teria elaborado 'estudo paralelo' sobre mortes por Covid-19
Auditor do TCU Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques teria elaborado 'estudo paralelo' sobre mortes por Covid-19 Foto: Reprodução/YouTube

Douglas Porto, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia ouve nesta terça-feira (17), a partir das 9h30 (horário de Brasília), o auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques

Alexandre teria elaborado um “estudo paralelo”, no qual afirmava que metades das mortes por Covid-19 registradas oficialmente não teriam acontecido. Ele foi afastado do TCU em junho, após cobrança interna de ministros.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou os argumentos de Alexandre para afirmar que um “relatório” da corte teria apontando que 50% das mortes por Covid-19 teriam outras causas. O TCU negou a existência do documento à época. 

A convocação do auditor foi sugerida pelos senadores Humberto Costa (PT-PE) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Veira quer “esclarecer os detalhes da participação” do auditor na produção do “estudo paralelo”.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes concedeu habeas corpus, e Alexandre terá o direito de não responder às perguntas que lhe forem feitas, o direito de estar acompanhado por um advogado e de ser “inquirido com urbanidade, dignidade e respeito”.

(Com informações da Agência Senado)

Mais Recentes da CNN