‘Crise artificial atrapalha problemas reais’, diz Gilmar Mendes

Sem citar o presidente Jair Bolsonaro, ministro do STF criticou instabilidade institucional em publicação nas redes sociais

O ministro do STF, Gilmar Mendes
O ministro do STF, Gilmar Mendes Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Juliana Eliasda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes fez uma publicação neste domingo (22) criticando a “fabricação artificial de crises” e a maneira como, de acordo com ele, isso tira o foco dos reais problemas do país.

“A fabricação artificial de crises institucionais infrutíferas afasta o país do enfrentamento dos problemas reais”, escreveu o ministro em sua conta no Twitter. “A crise sanitária da pandemia, a inflação galopante e a paralisação das reformas necessárias devem integrar a agenda política. É hora de reordenar prioridades.”

Mendes não faz menção direta ao presidente Jair Bolsonaro, mas a publicação vem a público em meio à forte repercussão no meio jurídico e político do pedido de impeachment apresentado na sexta-feira (20) por Bolsonaro pela saída do também ministro do STF Alexandre de Moraes.

O próprio STF, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e associações de juristas estão entre as entidades que se manifestaram nos últimos dias repudiando a atitude.

Ex-ministros de todos os governos desde Fernando Henrique Cardoso também divulgaram no sábado (21) uma carta conjunta criticando o pedido aberto pelo Planalto e alertando para o risco à democracia que o movimento pode representar.

Mais Recentes da CNN