Daniela Lima: Decisão do STF embaralha jogo político no Senado

Na Casa, era quase ponto pacífico que Davi Alcolumbre (DEM-AP) deveria continuar na presidência; agora, MDB aparece entre os favoritos para assumir liderança

Da CNN

Ouvir notícia

No quadro Em off desta segunda-feira (7), na CNN Rádio, Daniela Lima diz que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de proibir a reeleição dos presidentes do Legislativo vai embaralhar o jogo político, principalmente no Senado.

“O jogo vai ficar embaralhado especialmente no Senado, porque ali a recondução de Davi Alcolumbre (DEM-AP) era um ponto quase que pacífico.

“Diversos setores entendiam que o ideal era deixar o Alcolumbre no cargo. Agora vai ter uma proliferação de candidatos, com destaque para o MDB, que por muitos anos deu as cartas na Casa e agora tem vários nomes para voltar”, explicou.

Assista e leia também:
Veto à reeleição de Maia e Alcolumbre prejudica pauta e joga pressão sobre MDB
Candidatos à eleição na Câmara no lugar de Maia comemoram resultado do STF
Reviravolta no Supremo abre guerra na corte e zera disputa no Congresso

Daniela afirmou ainda que é preciso ver como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai assimilar essa derrota. “Ele vai sair bastante chamuscado, inclusive com possibilidade de repercussão interna no partido”, indicou.

Por fim, ela afirmou que a decisão representa uma vitória para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que nem precisou entrar formalmente na disputa.

“O presidente sai fortalecido porque vê um desafeto seu perder e isso por si só já garante uma posição destacada. E ele nem entrou em campo formalmente, porque a Advocacia-Geral da União (AGU) foi a favor de uma decisão interna do Legislativo”, concluiu.

Em off
Quadro Em Off, com Daniela Lima, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil

Mais Recentes da CNN