Daniela Lima: notícias falsas tentam colocar sistema eleitoral do país em xeque

Milícias digitais se aproveitaram do atraso na divulgação dos resultados, no domingo, para tentar descreditar o sistema e a própria democracia do Brasil

Da CNN

Ouvir notícia

No quadro Em Off desta terça-feira (17), na CNN Rádio, Daniela Lima comenta as investigações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre ataques a seus servidores digitais e também sobre grupos que espalham notícias falsas sobre as eleições.

“O TSE trabalha com várias possibilidades para os ataques. A questão das milícias digitais não tem relação com o atraso da apuração em si, mas sim com essa onda de fake news que se aproveitou da articulação desses fatos”, disse.

“O objetivo [desses grupos] é colocar em xeque o sistema eleitoral, a própria democracia. A gente vê o que acontece nos EUA com a disseminação de informações falsas sobre a eleição”, completou.

Assista e leia também:
‘Ataque massivo’ ao TSE veio do Brasil, EUA e Nova Zelândia, afirma corte
Alexandre de Moraes determina prisão domiciliar para blogueiro Oswaldo Eustáquio
Eleições 2020: os recados das urnas no 1º turno e a briga pelos votos no 2º

“Até o momento, o que se tem que é pessoas que são alvo de outras investigações por disseminação de informação falsa e ataque às instituições têm relação com esse processo de articulação de informações falsas sobre o processo eleitoral no Brasil.”

A jornalista falou também sobre o debate na CNN entre os candidatos à prefeitura de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL), na noite de segunda-feira.

“O debate surpreendeu e ganhou notoriedade pela civilidade com a qual os dois candidatos se trataram”, disse.

“Foi bastante rico no que diz respeito à apresentação de ideias. Ficou muito claro que são dois candidatos que têm posições ideológicas diferentes, visões de mundo diferentes, mas que travaram um debate de ideias bastante civilizado”, concluiu.

Em off
Quadro Em Off, com Daniela Lima, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil

Mais Recentes da CNN