Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Datafolha: rejeição a Bolsonaro em gestão da pandemia bate recorde e chega a 54%

    O instituto ouviu 2.023 pessoas por telefone entre 15 e 16 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos

    Da CNN

    Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na noite de terça-feira (16), indica que a rejeição à gestão do governo Bolsonaro diante da pandemia de Covid-19 é recorde, com 54% dos entrevistados avaliando como ruim ou péssimo o desempenho do presidente nas ações contra o novo coronavírus. O Brasil passou dos 280 mil mortos pela doença.

    A pesquisa também indica que 22% consideram ótima ou boa a condução de Bolsonaro diante da pandemia. Outros 24% avaliam essa gestão como regular e 1% não soube responder.

    Jair Bolsonaro
    Foto: Getty Images

    Ainda, segundo o levantamento, 43% dos entrevistados afirmam que Bolsonaro é o principal culpado pela crise sanitária e 39% avaliam como ruim ou péssimo o desempenho do Ministério da Saúde na pandemia.

    O instituto ouviu 2.023 pessoas por telefone entre 15 e 16 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

    Quem é o principal culpado pela situação atual da pandemia?

    Bolsonaro: 43%
    Governadores: 17%
    Prefeitos: 9%
    População: 6%
    Todos: 5%
    Nenhum: 11%
    Não sabe: 6%

    Quem deveria ser o principal responsável por combater a pandemia?

    Bolsonaro: 42%
    Governadores: 20%
    Prefeitos: 17%
    População: 1%
    Todos: 15%
    Nenhum: 1%
    Não sabe: 1%

    Quem está combatendo melhor a pandemia?

    Governadores: 38%
    Bolsonaro: 16%
    Prefeitos: 28%
    População: 0%
    Todos: 2%
    Nenhum: 10%
    Não sabe: 6%

    Aprovação e rejeição de governadores na pandemia

    Ruim ou péssimo: 35%
    Ótimo ou bom: 34%
    Regular: 30%
    Não sabe: 1%

    Desempenho do Ministério da Saúde na crise

    Ruim ou péssimo: 39%
    Ótimo ou bom: 28%
    Regular: 32%
    Não sabe: 1%