Datafolha: Reprovação a Bolsonaro vai a 51% e é a maior desde início do governo

Caiu percentual de eleitores que consideram o governo regular, de 30% para 24%, mesma proporção do grupo que apoia o presidente

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (8) registrou uma nova alta na rejeição ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo o levantamento, a reprovação subiu de 45% para 51% e é a maior desde o início do governo, em janeiro de 2019.

A alta na rejeição veio associada a uma queda no percentual dos que consideram o governo regular, grupo que caiu 30% para 24%. Os que consideram o governo ótimo ou bom seguem sendo 24% dos eleitores pesquisados. Os que não souberam responder são 1%.

A margem de erro da pesquisa Datafolha é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento ouviu 2.074 pessoas entre quarta-feira (7) e hoje.

De acordo com recortes da pesquisa divulgados pelo jornal “Folha de S.Paulo”, os grupos que mais reprovam o presidente da República são eleitores identificados com o PT (79%), estudantes (61%), moradores da região Nordeste (60%) e quem ganha mais de dez salários mínimos (58%).

Os que mais aprovam, por sua vez, são os empresários (49%), quem prefere um partido que não PT, MDB ou PSDB (36%), moradores da região Centro-Oeste (34%) e quem tem mais de 60 anos (32%).

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro
Foto: Isac Nóbrega/Presidência da República/Divulgação

Mais Recentes da CNN