Debate: Padilha diz que Lula quer dialogar; Kataguiri fala em 2022 ‘desolador’

Deputados federais falaram à CNN sobre a recuperação dos direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Produzido por Rudá Moreira e Jorge Fernando Rodrigues, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

Em debate na CNN nesta quinta-feira, os deputados federais Kim Kataguiri (DEM-SP) e Alexandre Padilha (PT-SP) falaram sobre a recuperação dos direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que mexeu com o cenário político do Brasil. Na avaliação de Padilha, Lula está com “disposição” para o diálogo. Já Kataguiri está pessimista para as eleições presidenciais de 2022 e vê um cenário “desolador”.

“O discurso de Lula foi o grande fato político não só do dia, mas do último período, e teve uma força muito importante de mostrar que as irresponsabilidades de Bolsonaro na condução não só da pandemia, mas da economia, tem um contraponto forte público”, iniciou Padilha.

Para o ex-ministro da Saúde, a fala do ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (SP), feita na quarta-feira (10), foi de “esperança”.   

“O presidente Lula volta para o jogo. Ele tem os direitos políticos recuperados e está com muita disposição de juntar quem tiver que juntar para construir uma alternativa à irresponsabilidade que é o governo Bolsonaro. O presidente Lula volta com muita forca, disposição por diálogo para compor uma frente progressista importante, mas com muita disposição para tirar o Brasil desse buraco, dessa maior tragédia humana que estamos vivendo.”

Por outro lado, na visão de um dos coordenadores nacionais do MBL (Movimento Brasil Livre), a volta de Lula para o cenário político joga o debate público para dois extremos “péssimos”: de um lado o presidente Bolsonaro, e de outro, Lula. 

“Acho que agora ele tenta adotar um tom mais conciliador e ameno para afastar a imagem que ele mesmo construiu ao longo dos anos de radical, de ataques a imprensa e até cassação de vistos dos jornalistas e de populismo que vigorou durante os seus governos. E ao mesmo tempo tenta sufocar outras lideranças de esquerda que tentam ganhar espaço no pós-lulismo. Duvido muito que haja uma unanimidade na esquerda para apoiar a candidatura do Lula”, avaliou Kataguiri. 

“Na minha avaliação isso é ruim para o debate público, isso radicaliza, joga para dois extremos, para dois campos e métodos de governo, e a população já experimentou e já rejeitou. A última coisa que a gente precisava para o debate de 2022 era ter esse clima de torcida política, de não debater as ideias e políticas públicas, mas [debater] as pessoas. (…) Cria um cenário desolador para 2022.”

Lula
Ex-presidente Lula responde perguntas de jornalistas em São Bernardo do Campo (SP)
Foto: CNN (10.mar.2021)

 

Mais Recentes da CNN