Defesa de Daniel Silveira desiste de apresentar habeas corpus ao STF

Isabelle Resende e Stefano Salles,  da CNN, no Rio

Ouvir notícia

 

Os advogados do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) informaram que não vão mais apresentar ao Supremo Tribunal Federal o habeas corpus neste sábado (20). A mudança na estratégia se deve ao fato do pedido de soltura acabar caindo nas mãos do relator do caso, o próprio ministro Alexandre de Moraes, responsável por determinar a prisão do deputado na noite de terça-feira. 

O advogado André Rios argumentou que, ele e os outros colegas que fazem parte da defesa do deputado, estão estudando com mais cautela quais deverão ser os próximos passos do caso.  

Silveira ainda é alvo de dois inquéritos no STF: o das fake news e o dos atos antidemocráticos. 

A decisão de Moraes de prender Silveira ocorreu após o parlamentar fazer uma transmissão ao vivo nas redes sociais com ameaças ao STF, citando nominalmente ministros, defendendo o fechamento da corte e fazendo alusões ao Ato Institucional Número 5 (AI-5), que endureceu as medidas de repressão durante a ditadura militar.

O deputado federal Daniel Silveira está na Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói, na região metropolitana do Rio. A movimentação em frente ao presídio foi tranquila nesse sábado.

O parlamentar foi acomodado na ala dos oficiais. Silveira está acomodado na mesma ala em que foram colocados ao mesmo tempo o ex-governador Luiz Fernando Pezão e o ex-ministro de Michel Temer, Moreira Franco, preso em 2019.

Mais Recentes da CNN