Defesa de Lula diz que decisão do STF não afeta processos do ex-presidente

Para Cristiano Zanin, pedido do petista para que seja declarada a suspeição do ex-juiz Sergio Moro seguirá sendo analisado pela Segunda Turma do Supremo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Reprodução - 18.set.2020 / Reuters

Fernando Molicada CNN

Ouvir notícia

Para o advogado Cristiano Zanin, que defende o ex-presidente Lula, a decisão do Supremo Tribunal Federal de remeter para o plenário da corte processos relacionados à Operação Lava Jato não afeta o julgamento do habeas corpus que pede a declaração da suspeição do ex-juiz Sergio Moro.

O caso hoje está na Segunda Turma do STF.

Segundo Zanin, a medida também não altera outros processos de Lula, já que modifica o julgalmento apenas de ações que envolvem réus com prerrogativa de foro, como senadores e deputados federais.

Assista e leia também:

Mudança no STF tira Lava Jato da 2ª Turma

Planalto e Congresso blindam Kassio Nunes

Sob comando de Fux, STF fará julgamentos decisivos para a política

Disse também que a  mudança no regimento do STF não muda a tramitação de habeas corpus (um ministro do STF disse à CNN que a decisão desta quarta (7) altera apenas a tramitação de inquéritos e ações penais). 

Zanin afirmou também que a Segunda Turma já decidira ser responsável pelo julgamento do HC – o eventual reconhecimento da suspeição de Moro geraria a anulação da condenação do ex-presidente no caso do tríplex no Guarujá e poderia afetar outras sentenças contra ele.

Mais Recentes da CNN