Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Deputados discutem sobre consequências da ação do PL contra urnas

    O deputado federal Lindbergh Farias (PT-RJ) acredita que promover a desconfiança sobre as urnas eletrônicas prejudica a democracia, enquanto o deputado Coronel Zucco (Republicanos-RS) defende o parecer técnico do relatório

    Fernanda PinottiVinícius Tadeuda CNN

    em São Paulo

    Os deputados federais Lindbergh Farias (PT-RJ) e Coronel Zucco (Republicanos-RS) discutiram, em debate promovido pela CNN, sobre os impactos da ação do Partido Liberal (PL) que pede a invalidação dos votos do segundo turno de cinco modelos de urnas eletrônicas anteriores a 2020.

    Zucco defendeu o relatório e ressaltou que ele foi apresentado por técnicos. Ele disse que é muito importante que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dê uma resposta à sociedade civil sobre esses resultados. “Acredito que devemos, sim, ter novas eleições caso o TSE entenda dessa forma”, disse.

    Farias, por sua vez, disse que ação não tem impacto jurídico nenhum, mas serve apenas como forma de alimentar a narrativa dos manifestantes bolsonaristas que não aceitaram o resultado das eleições. “Esse discurso é apenas mais uma tentativa de desestabilizar a democracia brasileira, estimulando os movimentos antidemocráticos.”

    O deputado petista defende a teoria de que o PL sabe que a ação não surtirá efeito prático para anular as eleições, mas a intenção é continuar legitimando os protesto que causam o bloqueio de estradas e pedem por intervenção militar.

    Zucco defendeu as manifestações de apoiadores do presidente Jair Boslonaro (PL) e sua legitimidade, e disse que elas fortalecem a democracia. Segundo ele, “é importante que a sociedade demonstre sua insatisfação com o novo governo”.

    Veja a íntegra no vídeo acima.