Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dino e Moro se abraçam e riem durante sabatina no Senado; saiba o que foi dito

    Cena chamou a atenção porque os dois são ferrenhos críticos um do outro

    Flávio Dino e Sergio Moro durante sabatina no Senado Federal
    Flávio Dino e Sergio Moro durante sabatina no Senado Federal Pedro França/Agência Senado

    Jussara Soaresda CNN Brasília

    O senador Sergio Moro (União-PR) e o ministro da Justiça Flávio Dino foram flagrados se abraçando e aos risos durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, nesta quarta-feira (13). A cena chamou a atenção porque os dois são ferrenhos críticos um do outro.

    A iniciativa de ir até a mesa da comissão cumprimentar Dino foi do senador.

    Segundo apurou a CNN, Dino não perdeu a oportunidade de, ao pé do ouvido, perguntar a Moro qual seria o seu voto dele. O ex-juiz federal riu e não respondeu.

    Durante sabatina, Flávio Dino perguntou voto de Sergio Moro / Pedro França/Agência Senado

    Mais tarde, durante seu momento de inquirir os indicados, Moro comentou a repercussão das fotos e afirmou que enxerga o ato como um “dever de cordialidade, civilidade”.

    “Vossa excelência me perguntou algo, eu achei graça e dei uma risada. Tiraram várias fotos, já está viralizando, como se isso representasse minha posição. Eu sempre deixei muito claro: eu tenho diferenças com o atual governo, e vossa excelência faz parte do atual governo, tenho diferenças profundas. Tenho sido um crítico, inclusive, da gestão de vossa excelência, mas não perderei a civilidade e acho que esse país precisa disso para que nós possamos diminuir a polarização”, afirmou.

    Dino e Gonet foram indicados ao STF e à PGR pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Após passarem pela CCJ, o nome dos dois seguem para análise do plenário, onde precisam de ao menos 41 votos.