Doria assina decreto que torna educação básica serviço essencial no estado de SP

Governo paulista quer reabertura das escolas a partir do retorno à fase vermelha do Plano São Paulo

Soraya Lauand, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), assinou neste sábado (27) um decreto que classifica a educação básica como serviço essencial no estado de São Paulo.

Segundo apurou a colunista da CNN Raquel Landim, o decreto não significa o retorno às aulas durante a atual fase do Plano São Paulo, de retomada das atividades, batizada de “fase emergencial”.

A intenção do governo estadual seria a retomada das atividades presenciais tão logo São Paulo retorne à fase vermelha. De acordo com a colunista, o decreto, em conjunto com o início da vacinação dos professores de mais de 47 anos em abril, visa dificultar que prefeitos optem por medidas mais restritivas e não permitam a retomada das aulas quando houver a progressão.

Neste momento, a cidade de São Paulo já vive medidas mais restritivas do que as decretadas no estado. Com a antecipação de feriados municipais, o prefeito Bruno Covas (PSDB) proibiu qualquer tipo de atividade presencial nas escolas públicas ou privadas até o dia 4 de abril.

À CNN, o sindicato que representa o ensino infantil privado afirma que, caso Covas prorrogue as restrições, pretende ir à Justiça pela autorização de funcionamento, se baseando no novo decreto do governo estadual.

Mais Recentes da CNN