Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “É a política extremista prejudicando a população”, diz Ricardo Nunes à CNN sobre greve

    Prefeito critica politização da paralisação dos metroviários e aponta radicalização capitaneada pelo PSOL

    O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, durante visita às obras da linha 6-laranja do metrô
    O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, durante visita às obras da linha 6-laranja do metrô Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo - 30.set.2023

    Clarissa OliveiraPedro Venceslau

    O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), subiu o tom das críticas ao PSOL e ao deputado Guilherme Boulos, pré-candidato do partido nas eleições municipais do ano que vem.

    À CNN, Nunes apontou politização na greve dos metroviários e se disse “indignado com o que estão fazendo”.

    Vídeo: Prefeito de São Paulo associa greve dos metroviários ao PSOL

    “É o radicalismo prejudicando milhões de trabalhadores, a política extremista penalizando a população”, disse Nunes. O prefeito reproduziu em mensagem uma foto de Boulos ao lado da presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, Camila Lisboa, segurando um cartaz com a frase “Não à privatização do Metrô”.

    “Vale tudo para colocar em prática o radicalismo, até prejudicar milhões de trabalhadores que foram vítimas com a greve, e não para por aí, o radicalismo inclusive descumpriu decisão judicial que determinou a manutenção das linhas nos horários de pico e não cumpriram. Esse é o PSOL, o partido do caos.”

    A CNN tenta contato com o PSOL para obter um posicionamento sobre a declaração do prefeito.