“É pra rir ou pra chorar?”, pergunta Ciro após fala de Lula contra politicamente correto

Pré-candidato compartilhou vídeo que compara declaração do ex-presidente sobre "poder fazer piada de nordestino" com discurso de Bolsonaro; para petista, “todas as piadas viraram politicamente erradas”

Ciro Gomes
Ciro Gomes ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Felipe Romeroda CNN

Ouvir notícia

O pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT), criticou a fala de Lula (PT) sobre o “mundo estar chato pra cacete” a youtubers e canais de esquerda na terça-feira (26).

“É pra rir ou pra chorar?”, questionou Ciro em um post no Twitter, compartilhando um vídeo que relaciona a declaração do petista com comentários do presidente Jair Bolsonaro (PL) contra o “politicamente correto.”

O ex-presidente falava sobre um mundo que não seja “unipolar”: “Aí sim a gente vai ter um mundo feliz. O cara contando piada de nordestino e eu rindo. Eu contando piada de outras pessoas e as pessoas rindo”, disse Lula, que é pernambucano. Já Ciro, nascido em Pindamonhangaba (SP), fez carreira política e tem família no Ceará, estado que já governou (1991-1994).

“O mundo está chato, o mundo está pesado, todas as piadas viraram politicamente errada”, completou.

O vídeo compartilhado por Ciro mostra o presidente Bolsonaro em uma de suas lives semanais queixando-se do politicamente correto.

“Estamos perdendo o direito de fazer piada no Brasil, tudo agora tem que ser politicamente correto”, afirma.

“Está chato de viver no Brasil desta maneira”, diz Bolsonaro no final do vídeo.

Ciro Gomes aparece em terceiro lugar na última pesquisa divulgada pelo Ipespe, em 22 de abril. Com 8%, o pedetista está atrás de Bolsonaro (31%) e de Lula (45%) na disputa pelo Planalto.

A assessoria do ex-presidente Lula não se manifestará sobre o comentário de Ciro Gomes.

A CNN pediu um posicionamento à assessoria do presidente Bolsonaro e aguarda retorno.

Veja o tuíte de Ciro:

 

Debate

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por todas as plataformas digitais.

 

Mais Recentes da CNN