Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eduardo Bolsonaro compara professores a traficantes; PF deve analisar fala

    Deputado federal afirmou, em discurso durante evento pró-armas no DF, que "não tem diferença de um professor doutrinador para um traficante que tenta sequestrar e levar os nossos filhos para o mundo do crime"

    Da CNN

    Ouvir notícia

    A Polícia Federal (PF) vai analisar possíveis crimes em um discurso do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que comparou professores a traficantes ao participar de um evento pró-armas no Distrito Federal.

    “O certo começa pela nossa família. Se nós, por exemplo, tivermos uma geração em que os pais prestem a atenção na educação dos filhos, tirem um tempo para ver o que eles estão aprendendo nas escolas, não vai ter espaço para professor doutrinador sequestrar as nossas crianças”, disse o deputado.

    “Não tem diferença de um professor doutrinador para um traficante que tenta sequestrar e levar os nossos filhos para o mundo do crime. Talvez até o professor doutrinador seja ainda pior, porque ele vai causar discórdia dentro da sua casa, enxergando a opressão em todo o tipo de relação. Fala que o pai oprime a mãe, a mãe oprime o filho e aquela instituição chamada família tem que ser destruída”, acrescentou.

    Após a viralização da fala nas redes sociais, o Ministério da Justiça pediu que a Polícia Federal (PF) faça uma análise do discurso durante esse evento em Brasília.

    De acordo com a pasta, o objetivo é identificar indícios de eventuais crimes, como incitações ou apologias a atos criminosos.

    O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP) disse que vai entrar com uma representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados contra Eduardo Bolsonaro.

    CNN procurou Eduardo Bolsonaro sobre as declarações, mas não houve retorno.

    Publicado por Léo Lopes

    Mais Recentes da CNN