Eduardo Leite decide permanecer no PSDB; anúncio está previsto para hoje

Gesto deve minimizar o desencontro interno na sigla, que via suas alas se digladiarem por um nome para disputar o Planalto

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul Maicon Hinrichsen/Palácio Piratini

Daniela Limada CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, decidiu permanecer no PSDB. De acordo com pessoas próximas a Leite, ele deixará o governo do Estado para manter vivo o sonho de ser o candidato tucano à Presidência da República. O anúncio está previsto para hoje (28).

O gesto deve minimizar o desencontro interno na sigla, que via suas alas se digladiarem por um nome para disputar o Planalto, mas amplia a pressão sobre o governador de São Paulo, João Doria, que, eleito em prévias da sigla, deixa o cargo dia 2 de abril para se dedicar à pré-campanha.

Os dois, Doria e Leite, pontuam em patamares semelhantes nas pesquisas eleitorais, com Doria numericamente à frente, mas com uma colocação que não lhe dá assento confortável no posto de indicado do partido para o Planalto.

Leite, que tem o apoio de nomes tarimbados no PSDB, como Aécio Neves e Tasso Jereissati, fica na legenda para desafiar o governador de SP como presidenciável.

Para isso, pretende mobilizar outras siglas de centro, encorpando a faixa da terceira via.

Debate

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Veja os pré-candidatos à Presidência da República em 2022

Mais Recentes da CNN