Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em busca de popularidade, Lula intensifica viagens; presidente ainda não foi a 9 estados

    Ideia é visitar todos os estados ainda no 1º semestre deste ano; estratégia é tentar reverter queda na avaliação do governo

    Lula deverá viajar por todos os estados neste ano, em que serão realizadas as eleições municipais em outubro
    Lula deverá viajar por todos os estados neste ano, em que serão realizadas as eleições municipais em outubro 08/07/2023 - Cláudio Kbene/PR

    Mayara da Pazda CNN

    Brasília

    Em 16 meses desde que iniciou seu terceiro mandato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ainda não visitou nove estados.

    Ainda neste segundo trimestre, Lula pretende intensificar o roteiro nacional em razão das eleições municipais, a serem realizadas em outubro, e passar por todos os estados, incluindo os nove que ainda não receberam o presidente até agora.

    Lula ainda não visitou neste mandato:

    1. Santa Catarina,
    2. Acre,
    3. Alagoas,
    4. Amazonas,
    5. Goiás,
    6. Piauí,
    7. Rio Grande do Norte,
    8. Rondônia,
    9. e Tocantins.

    A falta de agendas do presidente nesses estados reforça, em parte, o cenário da última corrida pelo Planalto. Dos nove estados, Lula perdeu para Jair Bolsonaro (PL) em quatro deles. São eles: Acre, Goiás, Rondônia e Santa Catarina.

    Neste ano, por exemplo, a equipe presidencial chegou a rascunhar uma viagem de Lula à Santa Catarina, estado que tem o bolsonarista Jorginho Mello (PL) como governador. A agenda, porém, precisou ser postergada.

    Em meio à queda de popularidade do governo, porém, o presidente precisou recalcular a rota e adiar alguns compromissos. Com isso, ele não inovou nas agendas e repetiu roteiros já conhecidos, como estados com reduto eleitoral petista.

    Lula intensificou as agendas nacionais em março e revisitou estados em que já havia cumprido agenda ao longo dos últimos meses, como Rio Grande do Sul, Pará, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Ceará.

    O Palácio do Planalto já tinha como estratégia aumentar as agendas internas, mas o plano foi acelerado depois da queda na aprovação do governo.

    Ainda que a ideia seja visitar todos os estados até o fim do primeiro semestre, Lula cumpriu até agora agenda em apenas dois estados que não havia visitado em 2023:

    • Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do país e estado onde Lula perdeu para Bolsonaro em 2022,
    • e Mato Grosso do Sul, onde esteve na sexta-feira (12) para uma agenda voltada ao agronegócio.

    Com o plano de aumentar a popularidade do governo, o Planalto deve anunciar, ao longo de abril, medidas voltadas para a população de baixa renda.

    A ideia é que os novos anúncios também foquem na ampliação do acesso à água em áreas rurais e na regularização de assentamentos.