Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Em campanha, Lula critica uso das Forças Armadas nas eleições, e Bolsonaro, o STF

    Durante visita a Goiás, Ciro Gomes (PDT) volta a criticar voto útil; Simone Tebet (MDB) fala sobre moradias populares em caminhada na capital paulista

    Arte CNN

    Marcello Sapioda CNN

    Os quatro principais candidatos à Presidência da República, que pontuam no agregador de pesquisas CNN/Locomotiva, tiveram compromissos de campanha neste sábado (17). O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve em Curitiba (PR), onde esteve preso de 2018 a 2019, e criticou o uso de Forças Armadas no processo eleitoral.

    “As Forças Armadas brasileiras vão voltar a ter o papel nobre que está definido na nossa Constituição. As nossas Forças Armadas não tinham que estar preocupadas em fiscalizar urna. Quem tem obrigação de fiscalizar é a Justiça Eleitoral, os partidos políticos e o candidato. As Forças Armadas vão ter que cumprir com a sua função de garantir a soberania deste país contra possíveis inimigos externos”, disse.

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve no interior de Pernambuco e, durante passagem por Caruaru, voltou a criticar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu o piso salarial dos profissionais de enfermagem.

    “Eu vi com tristeza. No meu entender, não caberia ao Supremo decidir essa questão. A Câmara e o Senado aprovaram. Nós sancionamos sem qualquer vício de origem. Caberia apenas, no caso como esse, no meu entender, o relator [ministro Roberto] Barroso simplesmente não conhecer disso. Afinal de contas, o Supremo interfere demais na vida de todo mundo no Brasil”, afirmou.

    O ex-governador Ciro Gomes (PDT) visitou a cidade de Trindade, na região metropolitana de Goiânia, e voltou a criticar o voto útil nas eleições presidenciais.

    “Voto útil é algo muito importante para votar contra os corruptos que infestam a vida brasileira. Voto útil, para mim, é isso”, disse.

    Simone Tebet (MDB) esteve em São Paulo, onde fez caminhada na Cidade Tiradentes, bairro periférico da capital paulista, e falou sobre moradias populares.

    “Trazer as pessoas para morar mais dentro das cidades com os instrumentos de políticas públicas, como creches, escolas, postos de saúde. A chave da casa própria na mão da mulher brasileira, porque isso é a porta de entrada para a cidadania e de todos os demais direitos da família brasileira”, afirmou a candidata.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro.

    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.